quarta-feira, 29 de julho de 2009

PASSARINHO

Nessa primavera de aromas
Extraviaram-se os passarinhos.
Tentei encontrá-los com desespero...
Caía a tardezinha...
Onde estavam os passarinhos?
Fico melancólico se não os vejo
E resolvo escrever um versinho.
Ah, se o mundo fosse um passarinho,
Nós que tantas vezes nos perdemos esperando,
Gostaríamos de ignorar suas asas.

Um comentário:

  1. Moa, muito boa essa combinação do intangível nas mais variadas formas - do mínimo passarinho que pode sair voando ao mundão todo.
    Ficou bonita, parecendo aquelas exclamações de crianças, que assumem que não têm palavras pra dizer o indizível...

    ResponderExcluir